Ligação Rodoferroviária do Nó de Alcantâra

Ficha Técnica

Projecto de Arranjos Exteriores e Integração Paisagísta
Cliente: REFER.EPE / COBA
Local: Alcântara, Lisboa
Ano: 2011
Área: 176 452 m²
Orçamento: 1 151 331 €


A REFER, EPE pretende com o presente projecto implementar o Desnivelamento Ferroviário de Alcântara, que consiste na realização de um túnel ferroviário (falso túnel, construção da superfície) que permitirá efectuar a ligação da Linha de Cintura à Linha de Cascais e ao Porto de Lisboa, com construção de uma estação subterrânea de substituição da actual Estação de Alcântara-Terra.
O presente projecto compreende os espaços exteriores de superfície da obra, resultando maioritariamente na reposição da situação actual. Nos locais onde, devido aos condicionalismos de obra, foi possível libertar novos espaços verdes exteriores, quer pela demolição de construções, quer por construção de novas áreas, foi prevista a sua integração e adequação ao novo uso.

Para o terreno que ficará livre com a execução do túnel junto à Rua da Fábrica da Pólvora, foi preconizado o revestimento total da área com um prado de sequeiro, acompanhado por algumas plantações arbóreas em linhas relativamente paralelas à Av. De Ceuta e ainda algumas manchas de arbustivas. Assim, foram propostas plantações de árvores em alinhamento ao longo das curvas de nível, bem como manchas arbustivas compactas. Estas manchas arbustivas permitem criar pequenas barreiras que absorvem a modelação de terreno prevista. Foi ainda prevista a continuidade longitudinal das circulações pedonais ao longo da Avenida de Ceuta, com a introdução de um amplo passeio em calçada de calcário, rematado por lancis também em calcário.

Dado que existem dois viadutos a começar neste local, foi prevista a colocação de um revestimento em gravilha nas zonas de sombra e de encaixe no terreno destas infra-estruturas. Esta camada de gravilha será colocada sobre tela de cobertura de solo por forma a minimizar os custos de manutenção. O seu remate será executado lateralmente com réguas de madeira tratada. Nestas ilhas foram propostas uma série de alinhamentos arbóreos e de manchas de arbustos que procuraram reforça as direcções de tráfego e ao mesmo tempo isolar as faixas de circulação de sentido oposto.

Voltar ao Topo